Plano de Marketing

Devido a grande oferta de produtos e serviços no mercado, surge a necessidade de diferenciação para tomar uma posição à frente dos demais concorrentes.  Para isso, é fundamental conhecer e entender o seu público-alvo, ou seja, o cliente que deseja atingir, buscar novas estratégias de posicionamento e também estar atento ao ambiente externo e as inovações que vem surgindo nesse âmbito.

O Plano de Marketing é uma das ferramentas que permite explorar tais pontos para identificar as melhores possibilidades de posicionamento no mercado, visando o desenvolvimento contínuo da organização.

“Apesar de a experiência do empreendedor ser um fator importante, não pode servir como única forma de amparo, na hora de desenvolver planos promocionais, decisões estratégicas ou qualquer outra atividade relacionada ao marketing.”

Para obter os melhores resultados, o Plano de Marketing é dividido em três principais etapas: análise SWOT, que permite analisar o ambiente interno e externo da organização, o marketing estratégico, que abrange posicionamentos e segmentação do mercado, e por fim, o marketing tático, envolvendo questões de preço, praça, produto e promoção.

 

Análise SWOT

A análise SWOT, também conhecida como matriz FOFA é uma ferramenta de planejamento estratégico que tem por objetivo analisar os ambientes que permeiam a organização. Inicialmente, é realizada a análise do ambiente externo que é composta pelo monitoramento de forças macroambientais (como por exemplo, o cenário econômico-demográfico, o contexto sociocultural e as modificações tecnológicas) e de agentes econômicos importantes para a organização (como os clientes, competidores, fornecedores e distribuidores).

Após, é feita a análise do ambiente interno que se refere ao desempenho de fatores controláveis pela organização, relativamente aos seus competidores diretos, como produtividade da mão-de-obra, inovação tecnológica, capacidade de autofinanciamento das operações, imagem, amplitude da distribuição, localização, entre outros.

Marketing Estratégico

O Marketing Estratégico compreende a segunda etapa do Plano de Marketing e baseia-se na segmentação do mercado, definição do seu público-alvo e posicionamento do produto.

O primeiro passo é segmentar o mercado, isso significa escolher um grupo de consumidores, no qual a empresa poderá direcionar suas estratégias de divulgação. Este processo requer que sejam identificados os fatores que afetam as decisões de compras de consumidores, os fabricantes e marcas de destaque no segmento e demais informações que sejam relevantes.

Após a segmentação, é preciso posicionar, que nada mais é do que definir uma imagem na mente do consumidor e fazer com que possua um diferencial em relação à marca de concorrentes. Esse processo pode ser um dos mais delicados, pois é o elemento crucial para definir como o consumidor percebe o produto/serviço e uma vez que definido, pode ser difícil altera-lo em sua mente.

 

Marketing Tático

Por fim, o desenvolvimento do Marketing Tático, onde são definidos planos de ação para cada um dos 4 P’s (Produto, Preço, Praça e Promoção).

O primeiro item do composto de marketing é o produto e engloba decisões como a identificação de oportunidades de lançamento de produtos e serviços, a adequação destes às necessidades e desejos dos clientes, a formulação das estratégias, e linhas de produtos e a administração do ciclo de vida, entre outras.

Já as decisões de preço envolvem a seleção da estratégia de preço que gere vantagem competitiva e diferenciação para cada produto ou linha de produto, bem como maximize o retorno para a empresa e para os parceiros do canal de distribuição.

A variável praça engloba a escolha dos canais de vendas e distribuição para que o produto esteja no lugar certo, no momento certo, e o cliente possa realizar a compra e satisfazer a sua necessidade. Não há somente a determinação dos canais de venda neste item, mas também definições relativas ao(s) ponto(s) de distribuição escolhidos, como o layout de uma loja, por exemplo.

Por fim, estratégias de promoção são aquelas relativas aos investimentos em atividades de comunicação (propaganda, marketing direto, relações públicas, publicidade, eventos, seminários) e promoções de vendas (sorteios, prêmios, descontos de preços, brindes, etc.).

Como visto, para o desenvolvimento das três etapas do Plano de Marketing são necessários dados e informações que retratem a situação real do mercado e da organização. Essas informações podem ser obtidas através de pesquisas de mercado, análise de concorrentes, informações de fontes secundárias, análise de clientes e fornecedores e também através de estudos sobre o setor de atuação da empresa. O método de coleta mais eficaz é avaliado de acordo com a necessidade da organização, para que o desenvolvimento do Plano de Marketing seja personalizado para cada cliente.

Interessou-se pelo conteúdo e quer saber mais sobre o Plano de Marketing? Entre em contato conosco e agende seu diagnóstico gratuito!